quinta-feira, 31 de março de 2011


Prefeitura lança a primeira ciclovia de Goiânia

E-mailImprimir
A prefeitura de Goiânia lançou nesta quinta-feira (31) a ciclovia que liga o Jardim Guanabara à Praça da Bíblia. As ciclovias, que já são bastante difundidas na Europa, estão sendo vistas como uma alternativa para ajudar a desafogar o trânsito nas grandes cidades.
Em entrevista a Rádio 730, o presidente da Agência Municipal de Trânsito (AMT), Miguel Thiago falou sobre o potencial das ciclovias e quando elas serão implantadas. Segundo ele, as ciclovias não servirão apenas aos ciclistas, mas também aos trabalhadores de toda a região.
“Como estamos em período chuvoso, não é possível lançar as obras ainda, porém o projeto básico já foi apresentado. O trajeto iniciará no trevo da BR 153, próximo ao Setor Aldeia do Vale. Naquele trecho, o canteiro central é amplo e comporta bem a ciclovia. As ciclovias irão servir tanto para esporte, quanto para transporte”, afirma.
De acordo com o presidente da AMT, enquanto as obras não iniciam, os moradores das demais regiões da capital podem discutir a possibilidade da implantação das ciclovias em outros bairros, já que a posição geográfica da cidade favorece esse tipo de investimento.
“Goiânia é uma cidade relativamente plana. Precisamos aproveitar esta geografia para a promoção de outros modais. Ficamos sempre na política do carro e não dá mais para levá-la adiante, pois as ruas estão saturadas e o fluxo de veículos aumenta a cada dia mais."
Miguel Thiago afirmou que ainda não há precisão de data e que os próximos passos ficarão a cargo dos órgãos executores, como a Agência Municipal de Obras (AMOB).
Conscientização
O presidente da AMT afirmou que o Departamento de Educação para o Trânsito estará atento para que os motoristas respeitem os ciclistas e lembrou a Legislação de Trânsito.
“Há uma tendência cultural dos condutores de veículos, pensarem que o ciclista e o motociclista são um estorvo. Devemos modificar essa cultura, pois o trânsito não é somente dos carros. Os motoristas devem respeitar os ciclistas, que precisam respeitar os pedestres. Cada um deve proteger aquele que é mais frágil. A educação é fundamental”, esclarece.
De acordo com Miguel Thiago, em alguns momentos, os ciclistas deverão estar atentos aos cruzamentos, já que as ciclovias irão atravessar da ilha para o canteiro central da pista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário