domingo, 8 de maio de 2011

Transpirar é saudável




O suor parece um inconveniente, mas é um processo bastante importante para o corpo humano. Só é preciso atenção quando há excesso.

Libere o suor

Não tem como negar o incômodo, seja pela mancha debaixo dos braços, as regiões do peito e das costas molhadas, testa pingando... O suor, ou transpiração, visto apenas por esse ângulo, é mesmo uma chateação. Mas, por trás dele, existe uma outra questão, essa positiva e relacionada à saúde.
“A transpiração é uma reação que o nosso organismo utiliza para baixar a temperatura do corpo. Isso só deve ocorrer durante dias quentes ou ao realizarmos exercícios físicos, quando o corpo inteiro (em algumas regiões mais do que em outras) umedece levemente”, explica o médico torácico Antonio Malucelli, membro fundador da Associação Sul-americana de Cirurgia Torácica (ASCT).

Mas do que é feito?

A transpiração é o que ocorre quando as chamadas glândulas sudoríparas do corpo soltam uma substância salgada. “Através do suor, não eliminamos nenhuma toxina. Quando suamos, perdemos líquidos e sais minerais, e esses devem ser repostos pela ingestão de água mineral”, orienta o especialista.
O problema é quando essas glândulas trabalham de maneira desregulada, em um ritmo maior do que o normal. É a situação conhecida como hiperidrose, onde existe excesso de transpiração nas regiões da cabeça, axilas, virilha, nádegas, mãos e pés. É uma condição que pode, inclusive, precisar de cirurgia para ser resolvida.

É só sair um solzinho...

Ficar debaixo daquele sol, fazer exercícios físicos que exijam mais esforço e comer alimentos com temperos fortes são alguns dos elementos causadores do suor. Mas não são os únicos: bebidas alcoólicas, café e certos tipos de medicamentos, além de algumas doenças, também podem ser os responsáveis.
Difícil mesmo, porém, é quando vem aquele cheiro desagradável. E a culpa não é da transpiração. “O odor (bromidrose) que pode ocorrer não é conseqüência do suor, mas, sim, da produção de bactérias, que crescem no local com maior facilidade devido à umidade”, esclarece Malucelli.

Fatores que merecem atenção

Que o suor é necessário para o corpo, não há dúvidas. E, para que seus inconvenientes não se tornem tão grandes, algumas medidas podem ajudar. Após a transpiração, é importante lavar o rosto (e tomar banho, se possível), trocar roupas e lençóis e ingerir bastante água para repor os líquidos que foram eliminados, além de procurar ambientes com temperaturas mais amenas.
Mas, em casos de excesso de suor sem motivo aparente; transpiração acompanhada de dor ou pressão no peito; diminuição de peso ou ocorrência frequente durante a noite, a recomendação é visitar um médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário